Olivier, 52 anos, na IMAWEB há 30 anos

Chefe de Projeto Funcional – Serviço de Programação

Muito bem, confessem que já tiveram de lidar com o não funcionamento de um computador, de um telemóvel, de um qualquer autómato escondido num lava-loiça, ou de uma viatura minimamente moderna. É um desespero, não? Eu já! 
Eu não me considerava necessariamente destinado a fazer um computador obedecer, como outros pregam sermões a crianças teimosas. Quando iniciei a minha carreira na IMAWEB (há já muito tempo, a contabilidade ainda era em francos, vejam bem…), entrei para a linha de apoio. Posteriormente, a minha função evoluiu para se tornar mais técnica: é preciso aprender a montar as máquinas, configurá-las, instalá-las no cliente (garagista, concessionário, bate-chapas), formar o pessoal da empresa na utilização da informática. Importa igualmente testar as novidades e elaborar os documentos de utilização. É todo um ecossistema em que as diferentes peças do puzzle têm de encontrar o seu lugar exato: uma mecânica de precisão, a exemplo das engrenagens de uma caixa de velocidades. Hoje, trabalho no desenvolvimento de produtos. Não se trata necessariamente de “programar” mas sobretudo de saber o que é necessário fazer e explicá-lo aos técnicos que vão fazer a codificação na “máquina”. E se erradicar o bug começasse por aqui? 
Tal como os objetos envelhecem e é necessário substituí-los, também as nossas equipas têm de receber gente nova e ideias novas. E se algum de vós decidisse juntar-se a esta força de trabalho tão prestável? 

Ver Todos